quarta-feira, 17 de outubro de 2012

A origem da caipirinha!




Um sábado de calor, aquela mesa farta de feijoada, boa música, companhia agradável. Tudo ao brinde de uma boa caipirinha. O drinque que hoje rega comemorações nacionais e caiu no gosto dos gringos já foi usado como remédio caseiro. No início do século XX, precisamente em 1918, a mistura de cachaça, limão, mel e alho era consumida no Brasil para amenizar os efeitos da Gripe Espanhola. “O limão era utilizado na receita por conta de sua Vitamina C e o álcool era aplicado para acelerar os efeitos terapêuticos do medicamento”, explica Jairo Martins, sommelier de cachaça e escritor do livro “Cachaça: o mais brasileiro dos prazeres” (2006).
Martins afirma que, naquela época, muitas das cachaças eram produzidas no interior de São Paulo, sobretudo na região de Piracicaba. Em seguida, o produto passou a desembarcar no porto de Santos. Foi então que aquele tal remédio caseiro recebeu seu simpático nome. O “caipirinha” era usado em alusão à origem de um dos ingredientes mais marcantes, a aguardente de cana.

Em 2003, a bebida foi juridicamente consagrada num decreto presidencial com o objetivo de regulamentá-la como típica do Brasil. Assim, foi possível evitar que ela corresse o risco de ser patenteada por empresas estrangeiras. Hoje, o drinque aparece da seguinte forma: “bebida com graduação alcoólica de quinze a trinta a seis por cento em volume, a vinte graus Celsius, elaborada com cachaça, limão e açúcar, poderá ser denominada de caipirinha (bebida típica do Brasil), facultada a adição de água para a padronização da graduação alcoólica e de aditivos”.


Caipirinha Tradicional (MyNY Bar)

Tempo de preparo de 1 a 2 minutos
Rendimento 1 copo

Ingredientes

75 ml de cachaça branca
3/4 de um limão tahiti
3 colheres de bar de açúcar demerara
pedaço de talo de cana-de-açúcar para guarnição
gelo picado

Modo de preparo

1 Num copo americano rocks, macere o limão com o açúcar.
2 Acrescente a cachaça, o gelo picado e mexa com a colher de baixo para cima, girando a mistura até ficar homogênea. Complete com mais gelo, coloque a guarnição e sirva com um canudo.


Caipi Rum O Santinho (Veríssimo Bar)

Tempo de preparo 3 minutos
Rendimento 1 copo

Ingredientes

60 ml de rum
6 unidades de lichia em compota
10 folhas de manjericão
5 cubos de gelo
Modo de preparo
1 Em um copo macere as lichias e o manjericão.
2 Em seguida, adicione o gelo e o rum e mexa com uma colher longa. Decore com folhas de manjericão.


Sakeirinha Toro Aka (Restaurante Toro Sushi)

Tempo de preparo 10 minutos
Rendimento 1 copo

Ingredientes

4 morangos
3 pitadas de canela
1 colher de açúcar
gelo até completar o copo
50 ml de sakê
Modo de preparo
1 Macere os morangos com a canela e o açúcar em um copo alto. Complete o copo com gelo.
2 Acrescente o sakê e misture. Decore com folhas de hortelã e uma rodela de limão tahiti.


Caipirinha de frutas com Arak (Restaurante Baruk)

Tempo de preparo de 8 a 10 minutos
Rendimento 1 copo

Ingredientes
1 tangerina em gomos ou uma laranja
3 morangos
1 kiwi
1 fatia de abacaxi
1 maracujá
50 ml de Arak
1 colher de sopa de açúcar
Modo de preparo
 1 Junte o suco e os pedaços das frutas em um copo de caipirinha e macere todas juntas com um socador. O ideal é que as frutas ocupem metade do copo. Complete com a dose de Arak, uma colher de açúcar e mexa.
2 Acrescente pedaços de gelo (menores que o cubo normal) até a boca do copo. Se a bebida ficar muito forte, acrescente um pouco de água para amenizar o teor da bebida. Sirva com um canudo grosso.


Caipirinha Marino (Restaurante La Grassa)

Tempo de preparo até 5 minutos
Rendimento 1 copo

Ingredientes

100 ml de cachaça ou vodca
80 g de abacaxi
25 g de açúcar
1 fatia fina de gengibre com casca
4 folhas de hortelã
30 ml de xarope de laranja Kaly Blue
Modo de preparo
1 Em um copo, coloque o abacaxi cortado, o gengibre fatiado, o açúcar e as folhas de hortelã. Macere e complete com gelo.
2 Acrescente a cachaça e finalize com o xarope pelas bordas do copo.

fonte; casaejardim