quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

R.I.P. Oscar Niemeyer! Mas deixou por aqui sua marca!



Museu Oscar Niemeyer (Foto: Divulgação)

Uma das grandes obras de Oscar Niemeyer fica em Curitiba e completou dez anos em novembro. Em julho, o MON foi eleito um dos 20 mais bonitos do mundo. A lista foi elaborada pelo site norte-americano Flavorwire, especializado em cultura e crítica de arte. O museu é a única construção latino-americana na lista.Projetado pelo próprio Niemeyer, a história do museu começa em 1967 quando o arquiteto elaborou o que é hoje o prédio principal, inaugurado somente em 1978 e então chamado de Edifício Presidente Humberto Castelo Branco.
Em 2001, as autoridades do estado decidiram transformar a área que era sede de secretarias em museu, sendo inaugurado no ano seguinte.
O prédio passou por adaptações e ganhou um anexo, popularmente chamado de Olho. Segundo a direção, o MON recebe cerca de 15 mil visitantes todos os meses.



Oscar Niemeyer sempre defendeu uma posição política clara, sendo comunista. Chegou a visitar a União Soviética, onde teve encontro com diversas lideres socialistas. Fidel Castro disse: “Niemeyer e eu somos os últimos comunistas do planeta”. Há quatro anos, em entrevista a revista IstoÉ, o arquiteto afirmou que comia de tudo, bebia vinho, fumava charutos e fazia sexo todos os dias. Em outra ocasião Oscar Niemeyer curiosamente disse uma frase pela qual ainda é lembrado: “A arquitetura não é importante. A vida que é”.

Oscar Niemeyer e sua generosidade!

Parte essencial da biografia de Oscar Niemeyer deve-se a sua generosidade e coragem. Enfrentou governos e lideranças politicas para ir em direção as suas ideias. No campo pessoal, colaborou com o líder comunista Luís Carlos Prestes, que não tinha renda própria na velhice. Vale lembrar que ambos se desligaram do Partido Comunista Brasileiro em 1990, por discordar dos rumos que a agremiação tomava. Mais recentemente, Oscar Niemeyer projetou uma casa para seu motorista particular, para ser construída na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro.


A CNN chama Oscar Niemeyer de 'gênio' em sua edição digital. A emissora diz que 'No Rio, as suas curvas sinuosas inspiraram a obra de muitos poetas, escritores e letristas' (Foto: Reprodução)

Um arquiteto brasileiro com muito orgulho! Oscar Niemeyer conta como um dos grandes arquitetos do século 20. Ele se tornou conhecido por seus prédios em Brasília , onde conseguiu elaborar formas para edifícios destinados para representar o estado em que permanecem igualmente pungente hoje. Sua arquitetura combinava  monumentalidade escultural com ordem clássica.


Niemeyer tinha 104 anos . Ele construiu edifícios mais do que quase qualquer outro arquiteto moderno !





"Um dos  meus melhores projetos ! Estão fora do Brasil. Com a sede do Partido Comunista Francês mostrei o quanto é importante para manter uma relação harmoniosa entre o volume e espaço aberto".

Caraguatatuba é uma das cidades onde existe um projeto do renomado arquiteto e mestres das linhas!
Eu sou muito agradecida !
O Hotel Colônia da Aojesp é um marco arquitetônico na paisagem de Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo.
Projeto assinado por Oscar Niemeyer, a Colônia é um completo centro hoteleiro para lazer e negócios,
Beleza, muito conforto, praticidade e uma vista espetacular do mar !





Imagem do hotel

Imagem do hotel


Hotel Colonia Aojesp

Hotel Colonia Aojesp em Caraguatatuba

Esta obra se localiza na região das Colonias no Bairro do Porto Novo.




É possível contar a história de um povo através da sua arquitetura? Dizem que o aspecto mais importante da aparência dos edifícios está no que vislumbramos a respeito das sociedades que os construíram. Seguindo este raciocínio, podemos afirmar que a arquitetura de Oscar Niemeyer e outros arquitetos da sua geração é, com certeza, o que de melhor o Brasil produziu. Uma arquitetura com alma própria, inspirada na geografia de nosso país, que acabaria por influenciar arquitetos no mundo inteiro.


Algumas de suas frases famosas deixadas!

Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein.


"As ideias marxistas continuam perfeitas, os homens é que deveriam ser mais fraternos"”


Com a obra da Pampulha o vocabulário plástico da minha arquitetura, num jogo inesperado de retas e curvas, começou a se definir.

Premios e Reconhecimentos!

1963 - Prêmio Lênin da Paz, Governo da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas
1963 - Membro honorário do Instituto Americano de Arquitetos
1964 - Membro honorário da Academia Americana de Artes e Letras e do Instituto Nacional de Artes e Letras1975 - Comendador da Ordem do Infante D. Henrique de Portugal (3 de Março)[60]
1988 - Prêmio Pritzker de Arquitetura, dos Estados Unidos[49]
1989 - Título de Doutor Honoris Causa da Universidade de Brasília
1989 - Prémio Príncipe das Astúrias das Artes Espanha
1989 - Medalha Chico Mendes de Resistência.
1990 - Cavaleiro Comendador da Ordem de São Gregório Magno, Vaticano
1994 - Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada de Portugal (26 de Novembro)[61]
1995 - Título de Doutor Honoris Causa da Universidade de São Paulo
1995 - Título de Doutor Honoris Causa da Universidade Federal de Minas Gerais
1996 - Prêmio Leão de Ouro da Bienal de Veneza, VI Mostra Internacional de Arquitetura
1998 - Royal Gold Medal do Royal Institute of British Architects
2001 - Medalha da Ordem da Solidariedade do Conselho de Estado da República de Cuba
2001 - Medalha do Mérito Darcy Ribeiro do Conselho Estadual de Educação do Estado do Rio de Janeiro
2001 - Prêmio UNESCO 2001, na categoria Cultura
2001 - Título de Grande Oficial da Ordem do Mérito Docente e Cultural Gabriela Mistral, do Ministério da Educação do Chile
2001 - Título de Arquiteto do Século XX, do Conselho Superior do Instituto de Arquitetos do Brasil
2004 - Praemium Imperiale, Japan Art Association
2005 - Patrono da Arquitetura Brasileira, declarado pela Lei nº 11.117, de 18 de maio de 2005]]
2007 - Medalha Ordem do Mérito Cultural, Brasil
2007 - Medalha e título de Comendador da Ordem Nacional da Legião da Honra, Governo da França
2007 - Medalha da Ordem da Amizade, Governo da Rússia
2007 - Medalha Oscar Niemeyer do Partido Comunista Marxista-Leninista[62]
2008 - Prêmio ALBA das Artes, Venezuela, Cuba, Bolívia, Nicarágua[63]
2009 - Orden de las Artes y las Letras de España
2009 - Título de Doutor Honoris Causa da Universidade Técnica de Lisboa[64]
2009 - XXXIII Encontro Nacional de Estudantes de Arquitetura e Urbanismo. Mostrando-se ainda jovem, participou como pôde do maior evento realizado no ano pela FeNEA (Federação Nacional dos Estudantes de Arquitetura e Urbanismo): recebeu membros da comissão organizadora para gravação de um bate-papo a ser exibido aos dois mil participantes do encontro, sediado no Ginásio do Mineirinho (Complexo Esportivo da Pampulha), em Belo Horizonte.


Contemplando

Minha arquitetura não aceita regras", disse Niemeyer!

1907-2012


fonte;google