quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Lunch Beat: Ao almoço serve-se dançar !


Há dois anos, alguns trabalhadores suecos, descobriram um jeito pouco comum de passar a hora do almoço: suando a camisa na pista de dança ao som de música eletrônica pulsante. A ideia virou moda em Estocolmo e, aos poucos, vai se espalhando por outras cidades europeias.



A primeira Lunch Beat , nome que virou a marca do evento, aconteceu em junho de 2010 em um estacionamento subterrâneo da capital sueca. Apenas 14 pessoas compareceram. Apesar do movimento baixo, no entanto, aqueles que participaram se divertiram tanto que logo marcaram outro encontro. A notícia se espalhou e agora a cidade tem festas todo mês acontecendo na hora do almoço, sempre com público garantido.


O sucesso fez com que eventos similares começassem a aparecer em outros países como Finlândia e Sérvia.   aconteceu a primeira Lunch Beat de Portugal, na cidade do Porto.
A festa começa sempre ao meio-dia e tem duração de uma hora. Segundo um dos organizadores, Daniel Odelstad, 31, a não disponibilização de bebidas alcoólicas gera um clima bastante diferente das baladas noturnas.
As pessoas estão sobrias e festa acontece durante um dia de trabalho. É muito curta e intensa”, diz Daniel. “Você tem que entrar lá e dançar. Uma hora passa muito rápido”.


É com esta recomendação em mente que cerca de 500 pessoas pagam 100 coroas suecas (R$ 27) para entrar no Kulturhuset, um centro cultural localizado na região central de Estocolmo.
Odelstad explica que qualquer um pode organizar uma Lunch Beat , desde que sejam seguidas algumas regras básicas. “A primeira regra é que você tem que dançar”, disse enquanto checava alguns convites na entrada. “Se você não quer dançar durante o intervalo de almoço, é melhor ir passar esse tempo em outro lugar”, recomenda.

E a festa não pode demorar horas para animar porque o tempo é curto. Mesmo os suecos, um povo tradicionalmente reservado, se animam assim que o DJ solta as primeiras batidas. Secretários e assistentes se misturam a executivos de terno. Jovens e pessoas na meia-idade dançam todos juntos.
O preço das entradas é usado para pagar o aluguel e os sanduíches – a garantia de que ninguém voltará ao trabalho faminto. As festas não visam o lucro.
Será que a moda pega por aqui!
 Lunch Beat’s, um evento de uma hora intensiva que reúne dois grandes prazeres da vida: música e comida. A ideia é sueca  as diferenças entre os suecos e nós  . Diz-nos que os primeiros são muito mais excêntricos, desinibidos e despreocupados com as reações e pensamentos alheios !. Para nós  fica o conselho: “soltem-se, mexam-se, deixem de pensar naquilo em que os outros estão a pensar, dançamos todos bem ou mal, ninguém está aqui para julgar ninguém”.O evento acontece entre as 13h e as 14h. Os menus são quase  sempre vegetarianos e a bebida é sempre aguá.... vale  a experiência pelo menos uma vez por mês.