sexta-feira, 25 de maio de 2012

Casa com acessibilidade...........



Living. O tapete embutido evita que pessoas com dificuldades para levantar os pés, como os idosos, tropecem. Todas as janelas da casa têm peitoril de 70 cm.


Living. Sair da cadeira de rodas e sentar-se no sofá fica mais fácil quando o móvel não tem um dos braços. O ambiente foi criado por Patrícia e Marcos Jordão.



Sala de jantar. Cadeiras de rodas encaixam-se facilmente no vão entre a mesa e o chão, que tem mais de 73 cm, a altura mínima indicada pela ABNT. Pessoas obesas usam com mais facilidade as cadeiras sem braço ou mais largas. O rodapé alto ajuda na manutenção da casa, já que é comum esbarrar a ponta do pé na parede quando se anda de cadeira de rodas. Ambiente criado pelas arquitetas Elizabeth Barros, Daniela e Virgínia Velloza.



Corredor. Barras de apoio facilitam que idosos se desloquem nessa área comprida e sem móveis de apoio. Às vezes, pessoas com baixa visão têm dificuldade de distinguir as paredes do piso. Por isso, o corredor tem luzes de balizamento e revestimentos contrastantes no piso e parede. Ambiente criado pelos arquitetos Neto Porpino e Nélia Chinelly Fay.


Banheiro. O vaso sanitário tem 46 cm, mais alto que o comum. Barras ao redor ajudam idosos e cadeirantes na hora de levantar-se. Uma alavanca permite que pessoas com dificuldades para movimentar as mãos deem descarga sem ajuda. Em caso de quedas, há um botão de alarme.


Na cozinha, os eletrodomésticos estão entre 80 cm e 120 cm de altura do chão. Posicionados lateralmente, podem ser usados por pessoas com dificuldade de inclinar o tronco. A porta da geladeira abre em um ângulo amplo, para dar espaço a cadeiras de rodas. Espaço criado pelas arquitetas Melissa Lira e Elaine Alberico.








Quarto de casal. A cama tem altura próxima a 46 cm, para facilitar sair da cadeira de rodas. A mesa tem tampo a menos de 80 cm do chão – altura máxima recomendada para cadeirantes. Projetado pelas arquitetas Ana Paula Devechi e Priscilla Belchior.












fonte;casaabril.com





Hall de entrada. Móveis com cantos arredondados diminuem os problemas em caso de choques. A tomada está a 40 cm do chão, altura mínima para usar os eletrodomésticos sem dificuldades. O ambiente foi criado por Silvia Mannelli Elene e Vitória Gomes.